Porque surgem as dores de cabeça e como preveni-las?

A dor de cabeça é um incômodo na vida de muitas pessoas. Para se ter uma ideia, 85% da
população mundial sofre ou já sofreu com o problema. Algumas pessoas tem dores de cabeça
leves, outras já tem dores de cabeça que podem levar até ao desmaio. O importante é cuidar
para que o problema não se agrave e também para evitar esse incômodo.

Segundo alguns médicos renomados, há mais de 150 tipos de dor de cabeça, tendo causas e consequências diferentes.
Conheça algumas causas da dor de cabeça e saiba como tratá-las e preveni-las.

tratamento-natural-para-dor-de-cabeca-1
1 – Dor de dente: A dor de dente pode aparecer por causas diversas, o siso que está
nascendo, uma cárie, uma pancada ou outros problemas. A dor de dente muitas vezes também
causa dores de cabeça. Por isso é importante prevenir a dor de dente, cuidando da saúde
bucal, indo sempre ao dentista fazer exames para ver se está tudo certo, escovar os dentes
corretamente e usar anti-séptico, evitando também o consumo exagerado de doces e refrigerantes. Uma boa receita caseira para aliviar essa dor é o gargarejo com água e sal.
2 – Estresse: O estresse é causado por uma mudança negativa brusca na vida da pessoa, que
causa também uma mudança radical no seu humor. O estresse pode ser causado por desprezo
amoroso, mágoa, tristeza, trabalho muito pesado, muitas horas de estudo, alcoolismo e
insônia. Tudo isso reflete diretamente na saúde do afetado, causando também dores de cabeça. Para evitar isso, tenha boas noites de sono, procure resolver seus problemas calmamente sem se estressar e se isso se repetir muitas vezes, procure acompanhamento psicológico.
3 – Sinusite: A sinusite é uma inflamação nas vias respiratórias e pode ser infecciosa, alérgica ou traumática. Um dos seus sintomas é a dor de cabeça muito forte, que causa dor até para mexer os olhos. A sinusite deve ser tratada com um médico otorrinolaringologista ou um alergista. Quando o paciente melhora da sinusite, melhora também as suas dores de cabeça.

4 – Enxaqueca: A enxaqueca é um problema de saúde formado por dores muito fortes na cabeça, e afeta principalmente as mulheres, de todas as idades. O paciente com enxaqueca toma remédios para aliviar a dor, mas que em excesso podem causar problemas cardíacos.

5 – Problemas na visão: As vezes podemos estar com problemas na visão ou precisando de trocar os óculos, mas nem sabemos. Um dos principais sintomas de problemas de visão é a dor de cabeça, caracterizada por uma dor que pesa sobre os olhos, principalmente no final do dia. É importante fazer exames de vista regularmente para evitar esse tipo de problema.

6 – Hipertensão: A dor de cabeça é um dos primeiros sintomas da hipertensão. Deve – se estar atento pois a hipertensão é um problema de saúde grave, que pode causar posteriormente, se não controlada, um derrame cerebral. A dor de cabeça causada pela hipertensão caracteriza-se por ser na nuca, com muitas pontadas.

7 – Meningite: A meningite é uma doença grave, ocasionada pela inflamação nas meninges – membranas que revestem o encéfalo e a medula espinhal. Ela pode ser causada por vírus ou bactérias. Um dos principais sintomas da meningite é a dor de cabeça muito forte, principalmente na nuca, onde o paciente não consegue sequer encostar o queixo no peito ou mexer o pescoço. Deve – se procurar um médico imediatamente caso isso aconteça, pois é uma doença que deixa sequelas e tem alto índice de mortalidade.

8 – Falta de alimentação: Ficar muito tempo sem comer causa tonturas e dor de cabeça. É recomendado que as pessoas façam refeições de 3 em 3 horas e tenham uma alimentação saudável.

Os 10 principais poluentes da água

A base da vida na terra é o carbono, mas com absoluta certeza não somos nada sem a tão preciosa água. O planeta Terra e coberto por 71% por ela, sem a água não seria possível a existência de nós seres Humanos. No entanto ironicamente são os seres Humanos os maiores poluidores desse bem indispensável.

Veja a seguir lista com os 10 principais poluentes da água e aprenda a combater esse mal que acarretará no fim da existência humana na Terra. A definição de poluição da água se da pela  contaminação de corpos de água por elementos que podem ser nocivos ou prejudiciais aos organismos e plantas, assim como a atividade humana. O resultado da contaminação traduz-se como água poluída. Portanto, é sempre adequado ter um filtro em casa, por mais que a água seja tratada.

1150464_f260

Óleo de cozinha – Um litro de óleo de cozinha pode contaminar até um milhão de litros de água.Os óleos vegetais, provoca um aumento excessivo na quantidade de nutrientes (fósforo e nitrogênio) favorecendo a proliferação de determinadas algas e conseqüente eutrofização, o que causa a morte de peixes e outros animais, além de odor e aspecto extremamente desagradáveis.

Forma de Combate: Deve-se armazenar todo o óleo utilizado em sua cozinha em recipientes isentos de vazamentos, descartá-los em locais apropriados para descarte.

Esgoto Doméstico – Esgoto domestico são todos os resíduos líquidos que saem de uma propriedade. Caracterizado pela água do chuveiro, descargas da privada, das pias e ralos. Quando despejado em rios ou córregos contaminam o meio ambiente. A água proveniente dos esgotos é composta por inúmeros elementos, no entanto os que se destacam são os compostos orgânicos ricos em microorganismos que ao encontrarem o meio ambiente se desenvolve de forma rápida. Podendo causar doenças e infecções.

Forma de Controle: Nunca em hipótese alguma despejar esgoto em rios ou córregos, caso não seja possível efetuar o tratamento do esgoto através de empresas especializadas deve-se acondicionar o esgoto em buracos denominados fossas sépticas ou em biodigestores. O ideal é que a água de pias e ralos esteja separa da água da privada, pois cada uma apresenta resíduos diferentes.

Fertilizantes Químicos:
Fertilizantes químicos são elementos utilizados na agricultura convencional. Sua aplicação esta vinculada ao desenvolvimento dos cultivares. Se não for feito de forma adequada a fertilização pode contaminar açudes e lençóis freáticos. Sua contaminação se da pelo aumento de determinados elementos na água tais como Enxofre, Cobre e magnésio esses elementos podem proporcionar o aumento vertiginoso de microorganismos e em altas quantidades podem ser prejudiciais a saúde.

Forma de Controle: Ao realizar fertilizações certificar-se que não haverá chuva em curto prazo, efetuar a cobertura dos fertilizantes evitando a lixiviação dos mesmos, atentarem para a dosagem a ser utilizada e nunca efetuar aplicações próximo de rios e açudes tão despejar os resíduos restantes nos mesmos.

Resíduos Sólidos – 
Quaisquer resíduos sólidos levados pelas chuvas ou mesmo descartados em córregos e riachos. Sua presença é uma ameaça a fauna aquática, matando por sufoca mento e impedindo o curso natural das águas em alguns casos.

Forma de Controle: Evitar despejar dejetos sólidos em lugares não indicados evite depositar lixo nas lixeiras fora do dia da coleta.

Chorume – Liquido que escorre dos lixões, composto por milhares de elementos desde compostos orgânicos até metais pesados. Quando acomodado em locais inapropriados pode se infiltrar no solo e contaminar os lençóis freáticos.

Forma de Combate: Efetuar a coleta seletiva, incentivar medidas publicas para o despejo de dejetos em aterros que atendem as exigências sanitárias. Não descartar matérias que contenham metais pesados em lixos comuns.

Lixo Nuclear – Dejetos provenientes da manipulação de elementos contendo radiação, comumente despejados por usinas Termoelétricas Radiativas. Sua contaminação causa degeneração e morte celular, seus riscos são muito estudados. A contaminação por radiação demora a se dissipar.

Forma de Combate: Estimular medidas publica que incentivem outras formas de geração de energia, maior fiscalização das usinas existentes.

Metais Pesados – Contaminação por descarte inadequado de produtos que contenham tais elementos ou por indústrias que se utilizam de catalisadores que contenham metais pesados. Seus malefícios estão no fato destes produtos serem tóxicos para uma grande maioria de animais e plantas, no seres humanos são responsáveis pelo aparecimento de tumores e mau funcionamento do organismo.

Forma de Controle: Não descartar pilhas, baterias e demais produtos que contenham metais pesados em sua composição, incentivar medidas publicas a fim de fiscalizar indústrias que manipulam materiais pesados.

Poluição Térmica – Descargas de água quente, geralmente de indústrias podem alterar a biodiversidade da água ocasionando o crescimento exacerbado de microorganismos ou extinguindo-os, em ambos os casos a água acaba sendo poluída.

Forma de combate: Indústrias devem contem tanques de resfriamento para que a água quente possa repousar até que sua temperatura esteja nos patamares ideais para serem devolvidas ao meio ambiente.

Petróleo – Produto altamente tóxico que acaba com a vida marinha e terrestre se acondicionado de forma errada. Sua contaminação se em alto mar quando medidas de segurança não são seguidas corretamente, de difícil controle uma vez iniciado um vazamento é praticamente impossível contornar a situação. Recentemente desastres no golfo do México reaqueceram a discussão sobre a regulamentação sobre a extração do petróleo.

Forma de Combate: Incentivar medidas publica no controle e regulamentação das empresas de extração.

Chuva Ácida – Ocasionada pela reação dos gases provenientes da queima de combustíveis fosseis com o H2O presente no ar, sua contaminação afeta afluentes, plantas e produções agrícolas, em determinadas regiões se torna um problema grave, pois inibem o crescimento vegetativo das plantas e destrói a biodiversidade dos solos.

Forma de Combate: Estimular o uso de transportes públicos e transporte que emitam baixas quantidades de gases tóxicos. Preferir produtos de empresas que utilizem formas ecológicas para obtenção de energia térmica.